Make your own free website on Tripod.com

Rosário da Deusa

 

A intenção desta atividade é apresentar a vocês um método diferente e prático de contato e meditação diária com a Deusa. Criar o hábito de meditar aumenta consideravelmente nossa conexão, facilitando o trabalho mágico e o auto-conhecimento, pelo conhecimento das facetas da Deusa e de como Ela age em nossas vidas.

Para realizar tal trabalho, é necessário que tenhamos um Rosário da Deusa, feito de contas coloridas, dispostas de 3 em 3, das seguintes cores: preta, azul, cinza, laranja, amarelo, vermelho, violeta, anil, verde e branco.

A proposta, após ter o rosário é conhecer cada face da Deusa e construir o Templo Interior. Visualiza-se um templo, que tem 3 pátios externos, 3 internos e os últimos 3 são os chamados pátios da sabedoria.

O preto é a cor da Criadora de Tudo. Ela é a origem de tudo o que há, e deve ser vista como uma grande estrela, um coração de luz de imenso poder, que gerou tudo o que existe. Ela traz a noção do Todo. Feche os olhos e imagine a imensidão do cosmos, tenha a noção do Espaço. Ela contém todos os mistérios da Deusa: tempo, espaço e criação. Deusas ligadas a este aspecto são Dannu, Tiamat, Tellus Mater. Medite: faça uma lista de palavras cujos atributos lhe sugiram a palavra "Deusa"; que pontos da sua vida estão mais pressionados? Que impulso você necessita para conhecer melhor suas possibilidades? Qual é a base da sua vida?

No azul você encontra a Energizadora, que corresponde ao primeiro Pátio externo. Ela é pura energia sexual e vibração. Ela contém a dádiva da liberdade ilimitada. Ela é ao mesmo tempo loucura, entrega , embriaguez, energia vital . Seu lema é "tudo em excesso". Ela nos impulsiona além dos limites auto-impostos e contra tudo o que nos tolhe. Ela é a Senhora da pura alegria incontida. Seus símbolos são o Arco-íris e o Tambor. Deusas ligadas a este aspecto são Maeve, A Mulher Peyote, Afrodite, Inanna. Medite: o que o mantém ativo quando a rotina o sufoca? Que atividades lhe fornecem energia? Que áreas da sua vida precisam ser energizadas? Como você se transforma ao ser energizado?

No cinza encontra-se a Medidora, que ocupa o segundo pátio externo. Bem representada pela Deusa Lachesis – uma das três Parcas, Senhoras do Destino, ela mede o fio da vida. Esta face nos fala de nossos limites, pois a liberdade ilimitada é a destruição do individual. Seus símbolos são a Roda e a Roca de Fiar. A medidora contém as funções do correr do tempo e da memória, os ciclos da natureza, as fases da lua. Exemplos de medidoras, além de Lachesis, são as Nornes, Macha, as Horas. Medite: Quais os limites definidos na sua vida? Quem fez esses limites? Que áreas da sua vida precisam da Medidora?

Na cor laranja você encontra a Protetora, no terceiro pátio externo. Ela protege os limites que a Medidora estabeleceu, surgindo para proteger a Criação. Seus símbolos são o Arco e o Escudo. Seja como guerreira, parteira ou protetora da infância, esta face da Deusa é a que surge da maternidade e da necessidade de defesa dos filhos. São Protetoras Modron, Durgha, Sekhmet, Atena e Artemis. Medite: descreva sua protetora ideal. Liste as pessoas que o protegeram ao longo da vida. E as que você protegeu. De que forma você precisa ser protegido? E como oferece proteção aos outros?

No amarelo você penetra no primeiro pátio interno, que é o da Iniciadora. Como diz seu nome, Ela fornece a possibilidade da iniciação nos mistérios, mas exige uma profunda transformação, que implica em um verdadeiro renascimento. Seus símbolos são o Caldeirão e a Caverna. São exemplos de Iniciadoras Ceridwen, Demeter, Ísis. Medite: o que você imagina que se esconde para você atrás da porta dos mistérios? Por quais iniciações já passou em sua vida? Quais os iniciadores que conheceu, em todos os campos

No vermelho você conhece a Desafiadora, no segundo pátio interno. Ela é a ceifadora implacável de tudo que não tem função, das estruturas, idéias, crenças, hábitos e pensamentos que não cabem mais na sua vida. Seus símbolos são a Caveira e o Labirinto do renascimento. São Desafiadoras: Morrigan, Cailleach, Chinamasta, Ereshkigal.

Medite: Quais os desafios que a vida lhe oferece? Você vê os obstáculos como algo a ultrapassar? Quais os padrões repetitivos que a vida vive jogando em cima de você?

A Libertadora vem a seguir, com a cor violeta e o terceiro pátio interno. Os processos da Iniciadora e da Desafiadora nunca se concluem sem dor, assim, a Libertadora vem nos livrar da lembrança dolorosa, nos colocando em seu símbolo, a Crisálida de onde surge uma Mariposa, bem como nos mostrando o símbolo da Corrente partida, que nos desconecta de nossas limitações do passado. Ela explora plenamente a natureza do sacrifício (tornar sacro), tornando todas as coisas sagradas, religando-as a seu objetivo original. São Libertadoras Rhiannon, Perséfone, Inanna.

Com o anil entramos no primeiro pátio da sabedoria, o da Tecelã. Este é o reino da Deusa que tece a teia da vida, quer como a Mulher Aranha, que tece a teia de tudo o que existe e interliga os seres nela, quer como a bruxa, Senhora da Magia, que molda o mundo. A Tecelã tem por símbolos a Máscara (porque se apresenta mutável) e a Teia de Aranha. É Ela que fala pelos oráculos, que ensina o poder da magia e a responsabilidade com o uso deste. São tecelãs Arianhrod, Hécate Ísis. Medite: Para onde você direciona seus poderes criativos? Que máscaras você usa no mundo? Como usaria seus poderes mágicos? Em que áreas da sua vida você sofre mais decepções consigo mesmo?

No verde conhecemos o segundo pátio da sabedoria, que pertence à Preservadora. Ela fala dos modos como nos nutrimos e preservamos nosso lares e nosso fogo interior. Ela é a Senhora dos Grãos, a Terra verde e plena de frutos, a cornucópia inesgotável, Senhora do fogo das lareiras. Seus símbolos são um pote cheio de grãos e a fogueira. São Preservadoras Cessair, Vesta, a Mãe do Milho. Medite: o que mantém sua vida, do ponto de vista físico, mental, criativo, emocional e espiritual?

As contas brancas nos conduzem ao ultimo dos pátios antes de retornarmos ao coração da Criadora de Tudo. É a sala Daquela que Dá Poderes, cujos símbolos são um espelho e um cachimbo. Essa face é a da Senhora da Compaixão e aceitação de todos os seres. Ela nos torna conscientes de nossos dons, fazendo com que aflorem no serviço da Deusa. Ela é a Deusa agindo no mundo. Pertencem a essa face Kwan-In, Ísis, Lilith, Brighid e a Mulher Búfalo Branco. Medite: quais são seus tesouros? Que dons você tem e não exercita? De que forma você dá ou tira poderes de si mesmo?

O Rosário da Deusa é um trabalho rico e depois de se conhecer cada face e construir o templo interior, se pode realizar uma variedade grande de estudos revendo cada face e conectando-a com as outras. É um trabalho profundamente transformador, se feito em uma dimensão mágica.

 

Rituais de Menstruação

 

Sim, meninos, esta é só para meninas... hehehehehe Mas a gente deixa vcs lerem.

Oi garotas!

Vou mencionar alguns rituais básicos para quem está iniciando a recuperação de seus poderes de mulher, alguns rituais para conexão com a força do ventre e do sangue.

1) Recuperar o bom relacionamento com o sangue menstrual

Muitas mulheres vêem o sangue menstrual com as marcas que o patriarcado lhe colocou: sujo, nojento, desagradável...

Bem, para ser uma bruxa você tem que destruir esses pensamentos e essas sensações e recuperar a sacralidade de seu sangue menstrual. Acostume-se com seu sangue menstrual. Toque nele, cheire-o, brinque com ele...unte uma vela vermelha, perceba o cheiro que exala quando for esquentando. Passe-o no corpo, veja sua linda cor e textura.

Tome como regra NUNCA MAIS reclamar de sua menstruação. NUNCA MAIS maldiga o momento em que estiver menstruada, NUNCA MAIS reclame de incômodos....Ao fazer isso se perde uma quantidade enorme de poder!!! Ao invés disso, perceba como seu poder psíquico cresce. Faça de sua menstruação um tempo de celebração como mulher.

2) Sugestão de celebração menstrual

-velas vermelhas,
-uma granada ou cornalina,
- flores de hibisco ou outras flores vermelhas
- seu jarro menstrual
- vinho tinto
- bolo
- incenso de artemísia ou canela
- uma pedra chata, recolhida por você em uma cachoeira ou rio ( mais ou menos com uns 20 cm ou um pouco mais, e um pouquinho pesada, para você poder colocar sobre o ventre e fazer uma certa pressão)

Acenda os incensos e unte as velas com seu sangue, acendendo-as. Coloque a pedra achatada a sua frente e desenhe nela com seu sangue símbolos da Deusa: espirais, labirintos, triskelions, etc. Deixe no altar suas pedras de cornalina e granada e as flores. Pegue a pedra grande já desenhada, deite-se e coloque-a sobre o útero.

Feche os olhos e comece a se tornar consciente apenas da pedra e do peso sobre seu ventre. Respire no ventre e se conecte com ele. Veja a cor que está aparecendo. Torne-se consciente do grande poder que o sangue menstrual
implica, porque iguala você e a Deusa no processo da Criação. Medite sobre a pequena morte que a menstruação representa. Lembre de quanto sangue ja´ verteu para que a humanidade chegasse aqui e perceba a irmandade que une todas as mulheres que existem e que existirão. Viaje para dentro de seu útero, percebendo-o como que forrado em rico veludo vermelho... Ande por ele procurando o fluxo de sangue ... Veja uma grande piscina de sangue e banhe-se nela. Recupere suas forças nesse processo, recupere o poder de seu ventre.

Veja seu ventre pulsando com essa energia vermelha, saudável e luminoso. Encerre a meditação e imante as flores com essa energia do sangue. Consagre o vinho tinto e o beba em homenagem a Senhora do Oceano de
Sangue, não sem antes fazer uma libação. Coma o bolo. Faça uma oferenda para a Mãe Terra, com parte do vinho, do bolo e com um pouco do seu sangue colocado sobre a terra.

3) Para melhorar cólicas e diminuir a TPM

Mulheres em conexão com seu ventre, mulheres que assumem o poder da bruxa não têm- salvo patologias mais complexas e mesmo assim raramente- cólicas e problemas com sua menstruação...

Regra número um para obter a conexão é se expor a luz da lua todas as noites por alguns segundos ao menos. A atitude mental deve ser a de fazer coincidir as fases do ciclo com as da lua. Assim, menstrua-se
entre minguante e nova, está-se fértil na cheia...mesmo que sua menstruação não seja assim, vc pode fazer com que o ciclo mude. Se for do tipo que menstrua com a lua cheia, imagine as fases inversamente. Toda noite olhe para o céu e veja a lua. Peça sua força para seu ventre e visualize o que deveria estar acontecendo nele de acordo com a fase da lua.

Você vai se surpreender com a rapidez da resposta. Seu ciclo muda em média, em 3 meses.

Faça um diário lunar, ou seja, todos os dias, por 6 meses, anote o dia do mês, a fase da lua ( contando assim: primeiro dia da crescente, segundo da crescente, primeiro da cheia e assim por diante), como se sente física, mental e psicologicamente. Assim descobrirá em que lua você e´ mais forte, qual sua lua de poder em qual prefere estar recolhida. Isso é essencial para quem trabalha com magia lunar.

- CORNALINA - pedra ideal para colocar sobre o ventre. Diminui as cólicas pela energia que concentra.

4) Sacola e jarro menstrual

Faça um saquinho de couro ou pano vermelho, colocando dentro objetos de poder ligados à menstruação...Um buzio (que representa a vagina), contas vermelhas, granadas, pétalas de rosa, um desenho de sua vulva em vermelho, uma espiral, uma lua em vermelho sangue. Imante-a e carregue na bolsa quando estiver menstruada, deixando em seu altar o resto do Mês.

Pinte um jarro de vermelho e use-o exclusivamente para fazer a oferenda de seu sangue à Mãe Terra. Coloque água nele e lave seu absorvente. Leve a água com sangue para a natureza ou regue um vaso em sua casa ou
apartamento, mentalizando que está agradecendo à Mãe por compartilhar seu poder com você.

5) Partilhar e festejar

Busque outras bruxas ( ou outras mulheres que se interessem pelo tema, mesmo que não sejam bruxas) e partilhe com elas histórias e segredos, experiências e meditações , insights que você teve durante a menstruação.
Se todas estiverem acertadas com o ciclo lunar, menstruarão mais ou menos nos mesmos dias do Mês. Recuperem o costume ancestral das mulheres que se reuniam em seu Tempo da Lua para partilhar dos poderes
próprios das mulheres. Celebrem, festejem, cantem e dancem esse tempo que a Mãe nos dá como privilégio e do qual temos que nos orgulhar.

Bruxas são poderosas, o poder do sangue é delas.:))

Que a Senhora do oceano de Sangue nos abençoe.